Certificação Digital no prontuário eletrônico: conheça as vantagens

Com o crescente desenvolvimento tecnológico, o emprego de ferramentas computacionais em procedimentos administrativos já se tornou uma realidade nos mais variados segmentos. E esse cenário não é diferente na área da saúde, que vem se modernizando de forma considerável nos últimos anos.

Entre as mais importantes inovações administrativas implementadas no campo clínico está o uso da Certificação Digital no prontuário eletrônico.

Se, há algum tempo, implementar a Certificação Digital na área da saúde era um desafio, hoje é possível otimizar esse processo. Essa é uma excelente notícia, principalmente, quando levamos em conta que a efetivação de tal ferramenta tecnológica traz uma série de benefícios para o funcionamento organizacional de uma instituição clínica.

A seguir, vamos mostrar 6 vantagens da adoção da Certificação Digital no prontuário eletrônico. Confira!

Eliminação de papel

A vantagem prontamente mais perceptível de implementar a Certificação Digital no prontuário eletrônico é a eliminação de papel na rotina administrativa da instituição de saúde.

Essa consequência é benéfica tanto do ponto de vista organizacional, já que extingue a necessidade de espaço físico e mobília adequada bem como de designação de funcionário para o arquivamento de documentos, quanto em termos de sustentabilidade ambiental.

A eliminação de papel é possível em razão da melhoria da eficiência operacional, proporcionada pela implementação de outras ferramentas tecnológicas, cujo uso tem sido cada vez mais comum na área da saúde.

A partir da utilização do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), a Certificação Digital possibilita que os processos físicos, em sua totalidade migrem para o formato digital, sendo posteriormente alimentados eletronicamente.

Esse processo de informatização de documentos clínicos só pode ser efetuado com a integração do prontuário eletrônico à Certificação Digital. Isso porque, de acordo com a resolução 182/07 do Conselho Federal de Medicina (CFM), apenas as soluções capazes de atender aos requisitos exigidos pela Certificação SBIS-CFM, com Nível de Garantia de Segurança 2, têm permissão para substituir o uso do papel no campo clínico.

E é aí que o PEP e a Certificação Digital se enquadram.

Segurança

O uso da Certificação Digital aliada ao Prontuário Eletrônico do Paciente torna mais seguros os procedimentos efetuados em uma instituição de saúde.

O aumento da segurança de dados ocorre tanto nas atividades de caráter administrativo, como em despachos de documentos por médicos, enfermeiros, farmacêuticos hospitalares e atendentes de triagem, quanto no registro e repasse de informações e orientações destinadas aos pacientes e seus familiares.

Com a utilização da Certificação Digital, qualquer assinatura atribuída nos documentos emitidos em uma instituição de saúde passa a ter validade jurídica, o que é capaz de substituir os carimbos dos profissionais.

Acessibilidade

Outra vantagem relevante proporcionada pela adoção da Certificação Digital por meio do prontuário eletrônico é a facilidade de acesso aos documentos pelos profissionais devidamente autorizados.

Assim, com o uso dela, é possível diminuir de forma considerável o tempo gasto com a busca por históricos de consultas, procedimentos hospitalares já efetuados, administração de medicação e exames realizados.

Com o uso da Certificação Digital, a assinatura digital do profissional, pode ser armazenada a partir de dispositivos móveis de uso pessoal, como smartphones, notebooks e tablets.

Essa facilidade permite que documentos sejam produzidos e assinados fora do ambiente clínico, conferindo mais dinamicidade ao processo. Esse recurso é ideal para médicos que atendem em diferentes locais ou viajam para participar de congressos.

Integração de informações

Um benefício crucial proporcionado pelo emprego da Certificação Digital é a integração das informações disponíveis, o que contribui não só para a eficiência dos procedimentos administrativos como para o sucesso das intervenções médicas.

Além disso, o funcionamento contábil e financeiro da instituição de saúde ganha em qualidade quando os dados relativos aos pacientes estão integrados, pois documentos gerais, como planilhas e relatórios são gerados com maior exatidão.

Essa integração de informações tende a fazer toda a diferença na hora de o médico dar a assistência adequada aos seus pacientes. Isso porque, ao ter fácil acesso aos dados clínicos já registrados na base da instituição de saúde, o profissional tem melhores condições para identificar as causas da queixa apresentada, tendo em vista todo o histórico médico do paciente, o que permite maior rapidez no diagnóstico e tratamento.

Economia

A adoção da Certificação Digital no prontuário eletrônico é um investimento que gera economia, podendo ter impactos significativos na receita da instituição.

A diminuição de custos provém da eliminação de papel e procedimentos associados à impressão de documentos, como gastos com impressoras, além da economia com a aquisição de mobiliário e aluguel de espaços em empresas terceirizadas para a guarda de arquivos físicos, que passa a ser desnecessária.

Assim, mesmo que a falta de recursos financeiros esteja entre as principais queixas de uma instituição de saúde quando o assunto é a implantação dessa tecnologia, adotar a Certificação Digital traz economia.

Isso porque, além do abatimento de gastos com a extinção da documentação produzida em papel, atualmente, os custos do prontuário eletrônico integrado à Certificação estão cada vez menores e acessíveis, tornando o custo-benefício muito vantajoso.

Otimização e agilidade

A informatização de processos já é um pré-requisito na busca pelo aumento da produtividade aliado a melhorias contínuas na prestação de serviços.

Quando levamos em conta que a área da saúde é um dos segmentos mais complexos no universo mercadológico tendo em vista a multiplicidade de procedimentos envolvidos para que possa haver atendimentos clínicos eficazes e eficientes, fica evidente a necessidade de otimização das atividades desenvolvidas.

É nesse cenário que o uso da certificação digital em conjunto ao prontuário eletrônico torna-se fundamental. Ao agrupar todas as informações relevantes de um paciente em uma mesma base de dados, a instituição de saúde tem condições de prestar os melhores serviços disponíveis nos menores tempos possíveis, o que não apenas torna ágil o atendimento ao paciente, mas atua de forma dinâmica para que o seu tratamento e prognóstico sejam, de fato, positivos.

Certillion Cloud Saúde

Em parceria com a Associação Nacional de Hospitais Privados e a Associação Paulista de Medicina, a Vault ID, que também é parceira Soluti, desenvolveu o Certillion Cloud Saúde, uma solução inovadora que traz mais agilidade e segurança para hospitais, médicos e pacientes. A Solução se integra ao sistema do hospital e armazena os Certificados Digitais do corpo clínico em um único ambiente, promovendo a facilidade de assinatura de contratos, laudos, exames, prescrições e o Prontuário Eletrônico do Paciente, além de uma série de vantagens para otimizar a gestão na área da saúde.

Gostou do post? Então, não deixe de compartilhar em suas redes sociais!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *