Com o apoio da Soluti, Hospital de Amor moderniza processos e ganha eficiência

- Tempo de leitura: 6 minutos.

Imagine a seguinte situação: o paciente chega ao hospital para uma consulta. Na recepção, suas informações são recolhidas e anotadas em uma ficha pela atendente, que a preenche, imprime e leva para o médico. No consultório, o médico gera o prontuário  e a relação de exames a serem realizados. Depois de gerar o prontuário do paciente , o médico o imprime, busca na impressora, carimba e assina para arquivamento.

 Ao paciente são entregues os pedidos de exames e prescrição de alguns medicamentos. Esses documentos são preenchidos manualmente, impressos, carimbados e assinados pelo médico. 

Mais do que uma situação isolada, essa é a rotina de muitas instituições de Saúde, as quais têm nesses processos analógicos, verdadeiros entraves para a eficiência das operações

Preenchimento, impressão, deslocamento físico dos documentos e profissionais e, por fim, a guarda dos arquivos. Essa era a realidade diária do Hospital de Amor antes de digitalizar os seus processos.

“Tínhamos um volume de papéis muito grande, gerados diariamente pelos nossos atendimentos e armazenados no Prontuários dos Pacientes”, lembrou Alexandre Covello, Gerente de TI da instituição e responsável pela implantação do novo sistema de Gestão Hospitalar em todas as filiais do Hospital de Amor.

Atuando há mais de 50 anos, o hospital é especializado em Oncologia. Em 2020, mais de 911 mil atendimentos foram registrados, contemplando cerca de  227,2 mil pacientes. Continue a leitura e saiba como a organização modernizou seus processos.

Hospital de Amor: enfrentando papéis, deslocamentos e arquivos 

Com expressivo volume de consultas, exames e, dessa forma, produção maciça de documentação, a instituição enfrentava o desafio de melhorar os fluxos de geração, gestão e guarda desses arquivos, de modo a otimizar a rotina dos profissionais de Saúde e zelar pelo bom atendimento aos pacientes.

“Além do espaço físico para armazenamento e o risco de perda das folhas, tínhamos uma logística  grande de deslocamento destes prontuários pelos setores o que causava demora nos atendimentos, já que os profissionais precisavam aguardar a chegada dele.  Além disso, a necessidade de impressão e assinatura dos profissionais de Saúde, aumentava o tempo gasto”, contou Alexandre Covello.

Além de impactar negativamente nas atividades dos profissionais, os pacientes protestavam contra essa demora, que atrasava os atendimentos. 

Essa realidade começou a ser transformada com a atualização do sistema de Gestão Hospitalar usado na instituição. Com ele, o PEP no formato digital passou a ser uma meta real e não mais uma expectativa para o futuro. 

Nesse cenário, o Hospital de Amor percebeu uma oportunidade de eliminar o papel. Entretanto, ainda faltava um elo fundamental: uma forma de garantir a autenticidade da informação. Foi aí que a Soluti entrou para apoiar a instituição nesse processo. Alexandre Covello, relembrou:

“Com o Certificado Digital no modelo em nuvem, garantimos maior abrangência e facilidade de uso. Buscamos no mercado e a Soluti atendeu bem aos nossos processos, além de ter a integração com o sistema de Gestão Hospitalar implantado.”

Soluti: simplificando processos, modernizando o Hospital de Amor

Processos eficientes, seguros e digitais. Essa é a nova realidade do hospital, viabilizada pelas soluções da Soluti. Por meio da parceria com a IDTech, a organização não precisou investir em nenhum tipo de infraestrutura, fosse ela física ou tecnológica.

Realizada nos 5 hospitais da rede, a implantação da solução atingiu cerca de 1.200 profissionais de Saúde, entre médicos, enfermeiros e equipe multidisciplinar. Neste novo processo, as evoluções do paciente, prescrições médicas, atestados, receitas e laudos de exames contam com a Assinatura e Certificação Digital. 

Sobre o novo fluxo, Alexandre Covello comemorou:

“Com os documentos sendo gerados e assinados de forma digital, ganhamos agilidade e segurança  no atendimento aos pacientes, sendo que um mesmo PEP pode ser acessado simultaneamente por vários profissionais de Saúde, sem a necessidade de aguardar o volume físico ou sequer ter que imprimi-lo.”  

Na avaliação do Gerente de TI, entre as maiores vantagens do novo modelo tecnológico, estão:

  • Maior segurança dos dados de médicos e pacientes;
  • Autenticidade garantida nos registros do PEP;
  • Ganho de agilidade em toda a cadeia de atendimento;
  • Diminuição do tempo de espera por prontuários, impressões, assinaturas e carimbos em papéis;
  • Redução expressiva dos custos com a geração e arquivamento dos prontuários.

Com tecnologia e assertividade, o Hospital de Amor reduziu custos, aperfeiçoou processos e garantiu uma melhor experiência para os profissionais da instituição e para os pacientes atendidos.

Clique aqui e saiba como apoiamos a modernização da sua instituição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *