Como funciona o Certificado Digital para imobiliárias?

- Tempo de leitura: 8 minutos.

Em razão das características envolvidas nos processos de uma imobiliária, devem ser atributos fortes do empreendimento segurança na manipulação de documentos, organização e confiabilidade. É por esses e outros motivos que o Certificado Digital para imobiliárias se faz tão necessário na atualidade.

Essa ferramenta tecnológica oferece um grande reforço no quesito segurança e modernidade dos processos, sobretudo para aqueles que envolvem o envio de contratos, documentos pessoais de clientes e informações sensíveis que precisam ter sua integridade garantida.

Para ajudar você a entender melhor o papel do Certificado Digital para imobiliárias, preparamos este artigo esclarecendo os principais pontos dessa ferramenta. Continue a leitura para saber mais!

Como funciona o Certificado Digital para imobiliárias?

No dia a dia das atividades de uma imobiliária, a gestão de documentos é uma das principais demandas com as quais os funcionários e gestores precisam se ater. Por se tratar de uma atividade que tem uma íntima relação com o universo jurídico — e que depende da formulação de contratos, do manuseio de documentos e de dados de clientes — confiabilidade e rigidez devem figurar como uma das preocupações de uma imobiliária.

Nesse sentido, o Certificado Digital (ferramenta tecnológica que tem como função primordial aumentar a segurança e a integridade nas relações travadas entre particulares e empresas em ambientes digitais, a partir da autenticação das partes e da veracidade das informações) oferece um grande apoio para negócios do ramo imobiliário, ao modernizar, facilitar e agilizar tais processos.

Rompendo com o modelo tradicional de negócios, em que as partes precisam estar frente a frente para formalizar um contrato de aluguel ou a compra de um imóvel, o Certificado Digital para imobiliárias oferece ao empreendimento desse ramo a possibilidade de firmar contratos com total validade jurídica e segurança, sem a necessidade de depender de processos físicos. Alguns exemplos são abertura e reconhecimento de firma, documentos impressos e a presença dos envolvidos em um mesmo local.

Assinatura Digital

Um dos recursos que viabiliza a execução de contratos e assinatura de documentos sem a necessidade de expedientes burocráticos e manuais é a Assinatura Digital. Como se sabe, a assinatura é um dos elementos essenciais para a configuração de um contrato. Afinal, é a firma que atesta a anuência das partes em cumprir as condições existentes no documento.

No ramo imobiliário, a assinatura tem um papel determinante, visto que sem ela não é possível formalizar a compra ou a venda de uma propriedade, ou mesmo firmar um contrato de aluguel. No entanto, hoje, a assinatura manuscrita não é a única maneira de assegurar o aceite das partes em uma determinada negociação.

Na realidade, um modelo que vem se tornando cada vez mais comum e alinhado com as demandas do mercado, sobretudo nas imobiliárias, é a Assinatura Digital. Do ponto de vista jurídico, a Assinatura Digital apresenta a mesma validade e eficácia que qualquer outro documento assinado fisicamente. No entanto, o processo digital tem o diferencial de poder ser realizado à distância e de maneira muito mais simples.

A Assinatura Digital na prática

Na prática, a parte que detém o documento a ser assinado (a imobiliária) precisa dispor de um Certificado Digital, o qual é obtido por intermédio de uma Autoridade Certificadora (AC). Esse Certificado gera uma chave pública — armazenada em um banco de dados público, pelo qual se atesta a veracidade das informações indicadas no documento — e uma chave privada, que somente é conhecida pelo seu titular.

Do mesmo modo, a parte signatária (o cliente) também deve dispor de um Certificado Digital e da sua respectiva chave privada. Com isso, é possível inserir os seus dados e credenciais ao documento digital, validando a assinatura onde quer que ela seja realizada.

A segurança do procedimento é assegurada por modernos protocolos de criptografia, os quais impossibilitam o acesso de terceiros e a ocorrência de fraudes. Desse modo, tanto a imobiliária quanto o cliente têm a certeza de que o documento é integro e toda a operação foi executada com rigor e validade jurídica.

Em se tratando de validade jurídica, esse atributo é garantido pela MP Nº 2.200-2 de 2001:

Art. 1º  Fica instituída a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira — ICP-Brasil, para garantir a autenticidade, a integridade e a validade jurídica de documentos em forma eletrônica, das aplicações de suporte e das aplicações habilitadas que utilizem certificados digitais, bem como a realização de transações eletrônicas seguras.

Qual a importância de se utilizar esse tipo de tecnologia?

No ramo imobiliário, o Certificado Digital traz uma série de diferenciais para as atividades, especialmente do ponto de vista operacional. A digitalização de expediente burocráticos somada à redução do uso do papel, por exemplo, torna os processos mais econômicos, fluidos, e transparentes, o que repercute nos resultados da empresa.

No mais, podemos citar outros pontos que demonstram a importância da tecnologia embarcada no Certificado e Assinatura Digital. Vejamos a seguir!

Redução no tempo de efetivação de negócios

Por simplificar a execução dos processos e modernizar a gestão de documentos da imobiliária, um dos reflexos mais nítidos do Certificado Digital para imobiliárias é a diminuição do tempo médio para a finalização de contratos, que passa de semanas para minutos.

A possibilidade de assinar documentos remotamente, por exemplo, evita o deslocamento físico de clientes e funcionários da empresa. Além disso, o modelo digital ainda possibilita a assinatura a qualquer hora e de qualquer lugar, flexibilizando bastante o processo.

Redução da dependência de expedientes manuais

Durante muito tempo, as imobiliárias sofriam com a necessidade de lidar com processos burocráticos e um grande volume de documentos e informações de clientes. Contudo, com o uso da Certificação Digital, esse panorama mudou.

Hoje, a dependência do papel e de arquivos físicos pode ser mínima, já que a tecnologia oferece alternativas mais econômicas e eficientes para firmar contratos, assinar documentos e armazená-los de maneira segura e moderna.

O Certificado Digital, nesse contexto de modernização, é a ferramenta necessária para viabilizar a digitalização dos serviços. É ele o responsável por autenticar as partes e a validade de documentos digitais com total validade jurídica e garantia de não repúdio.

Nesse sentido, portanto, contar com Certificado Digital para imobiliárias emitido por uma Autoridade Certificadora reconhecida no mercado é o primeiro passo para que a empresa atualize e dinamize suas operações, aumentando principalmente a segurança da informação.

A Soluti, referência no mercado de Certificação Digital, coloca à disposição da sua imobiliária as melhores soluções. Entre em contato conosco para saber mais sobre cada uma delas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *