Gestão de resultados: o que é e como implantar no seu negócio?

A gestão de resultados é um dos elos responsáveis por conectar ações aos objetivos almejados pelos gestores e líderes de uma empresa. Essa gestão, na prática, é o que garante contornos mais palpáveis, precisos e seguros para a gestão, por oferecer uma visão direta sobre como cada ação está repercutindo em termos de resultados.

Há diversos caminhos para se otimizar as operações de uma empresa. Tradicionalmente, por exemplo, sempre existiu uma grande preocupação com questões operacionais. Os esforços estavam voltados principalmente aos processos, à quantidade de horas trabalhadas e à quantidade de pessoas envolvidas nas atividades.

Hoje, por outro lado, existe a gestão por resultados, que, como o próprio termo indica, tem como foco os resultados, e não mais apenas nas formas, meios e processos necessários para que esses resultados sejam alcançados.

Por se tratar de um tema atual e de grande relevância no contexto empresarial, preparamos este artigo para deixar você mais inteirado a respeito da gestão de resultados. Continue a leitura e entenda o que é e como implantá-la no seu negócio!

O que é a gestão de resultados?

A gestão de resultados pode ser facilmente compreendida como um modelo de administração que tem como premissa básica o alcance de resultados a partir de metas previamente fixadas. Diferentemente dos modelos gerenciais tradicionais, que priorizam os meios em detrimento dos resultados, na gestão por resultados a lógica é a inversa: o foco está no resultado e não apenas nos meios necessários para alcançá-los.

Atualmente, em razão da forte tendência de uso de dados nas atividades empresariais, a gestão de resultados tem se mostrado como o modelo mais condizente com o perfil dos negócios. A partir dele, diferentes atividades são monitoradas dentro das empresas, mensurando-se o desempenho e a contribuição para o alcance dos resultados necessários.

Como dito, a gestão de resultados tem um forte apelo pela fixação de metas, métricas e indicadores. Assim, independentemente de como as atividades se desenvolvem, o fundamental é que as metas sejam concretizadas e os resultados, alcançados.

Para ficar mais claro, é possível visualizar a gestão por resultados em empresas que fixam metas de vendas para os seus funcionários, por exemplo. Por outro, não há uma cobrança rígida sobre a quantidade de horas trabalhadas, a quantidade de contatos que ele deverá fazer diariamente, desde que sua meta seja atingida.

Qual a importância da gestão de resultados na tomada de decisões?

Falar em gestão de resultados é, sem dúvidas, falar de um modelo de gestão mais efetivo, produtivo e alinhado com os padrões do mercado atual. Hoje, dificilmente se consegue atingir um bom nível de competitividade apenas com “tino empresarial” ou intuição. Muito mais do que isso, é necessário tomar decisões com base em dados, estudos e informações coerentes.

Nesse sentido, a gestão por resultados desponta como um formato extremamente positivo do ponto de vista da eficiência operacional. A grande preocupação com os resultados, no dia a dia, por exemplo, acaba por flexibilizar a rotina de profissionais. Como exemplo, é possível reduzir a quantidade de horas trabalhadas, desde que a produtividade se mantenha.

No mais, o acompanhamento constante das atividades, seja a partir de indicadores, seja a partir de ferramentas tecnológicas, no dia a dia dá mais visibilidade aos gestores, facilitando, por exemplo, a tomada de decisão.

Como aplicar a gestão de resultados na empresa?

A gestão desenvolvida a partir de resultados, para se materializar em uma empresa, precisa antes passar por algumas etapas para se tornar verdadeiramente presente e efetiva. São ações não apenas práticas, mas também relacionadas à mudança na cultura interna quanto ao uso de dados, ferramentas e, de modo geral, à inovação dentro da empresa.

A seguir, listamos alguns pontos que ajudarão você a aplicar a gestão de resultados no seu negócio. Veja!

Revise os objetivos empresariais

O primeiro passo é saber exatamente onde se pretende chegar. Para isso, é fundamental reavaliar os objetivos, considerando o cenário atual, as possibilidades e as limitações da empresa. Com essa visão, fica muito mais prático desenvolver um planejamento estratégico, estabelecer metas para as equipes e partir para ação.

Estabeleça objetivos

Como o foco da gestão por resultados está justamente neles, e não apenas no processo, é preciso que haja uma definição precisa de como esses resultados serão atingidos. Nesse sentido, as metas são ferramentas essenciais, pois orientam, de forma precisa, as equipes sobre quando e como os resultados devem ser apresentados.

Monitore todo o processo

A gestão de resultados está atrelada diretamente à forma como a sua empresa acompanha as atividades. Reavaliar os objetivos do negócio e estabelecer metas condizentes com eles é um passo importante. Porém, isso não basta para que os resultados surjam.

Nesse sentido, é necessário acompanhar o desenvolvimento das atividades. É fundamental mensurar como as metas estão sendo trabalhadas e se elas serão capazes de permitir que os resultados sejam atingidos da forma esperada.

Essa mensuração e monitoramento, na prática, é o que permite aos gestores ajustar processos, tomar decisões e aumentar a probabilidade de que os resultados desejados sejam alcançados.

Avalie o desempenho ao longo da jornada

Bons resultados não são atingidos da noite para o dia. Na realidade, eles são consequência de ações diárias, sempre pautadas em objetivos e dados concretos. Nesse contexto, como desdobramento do tópico anterior, a implantação da gestão de resultados na sua empresa também dependerá da avaliação periódica do desempenho dos processos e profissionais.

Para isso, métricas e indicadores de desempenho são primordiais. A exemplo, citamos:

  • indicadores de qualidade;
  • indicadores de capacidade;
  • indicadores de lucratividade;
  • indicadores estratégicos.

Todos esses indicadores ajudam a aumentar a visibilidade sobre as atividades das equipes e o desempenho dos processos. Além disso, são instrumentos que permitem fazer comparações com resultados anteriores, ou mesmo com o de concorrentes.

Com o acompanhamento de bons indiciadores, gestores e líderes têm muitos mais condições de conduzir as atividades do negócio, considerando números e dados precisos e atualizados a respeito do seu desempenho.

Saiba recompensar

As recompensas, além de serem uma forma de reconhecer a qualidade e o bom trabalho dos times, também representam uma forma de motivar e estimular o aprimoramento contínuo das equipes para que os resultados sigam sendo atingidos em conformidade com os objetivos. Lembre-se: em uma gestão pautada em resultados, é imprescindível reconhecer e valorizar aqueles que os tornam possíveis.

Por fim, é importante destacar que, atualmente, a tecnologia caminha lado a lado com a gestão de resultados. Como exemplo, softwares e sistemas de gestão otimizam o monitoramento de informações, centralizando dados e gerando insights valiosos para os tomadores de decisão.

Assim, na parte financeira, operacional ou administrativa, a tecnologia é capaz de aprofundar a relação das empresas com os seus dados, ao otimizar o acompanhamento das atividades e a mensuração dos resultados, reduzindo a burocracia interna e, ainda, os custos dos processos.

Agora que você já está mais bem orientado sobre a gestão de resultados, aproveite para compartilhar este conteúdo nas redes sociais e permitir que outras pessoas também se informem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *