Veja essas 5 razões para investir nos selos de segurança em sua loja virtual

De acordo com dados do 38º Webshoppers, do Ebit/Nielsen, o e-commerce no Brasil registrou um crescimento de 12,1% no primeiro semestre de 2018. Esse incremento nas vendas foi responsável por um aumento de R$ 23,6 bilhões no faturamento. Além disso, o estudo também indicou que 32% das transações foram feitas via dispositivos móveis.

Nesse sentido, os dados comprovam o crescimento da utilização dos canais online para as compras — uma realidade que tem se tornado cada vez mais comum no dia a dia. Contudo, em meio a esse cenário promissor, as empresas precisam estar atentas a um fator primordial: segurança da informação.

Isso porque, diferentes dados pessoais e bancários dos clientes são armazenados durante as transações, o que requer da empresa total sigilo e proteção. Nesse ponto, investir nos selos de segurança para loja virtual é, sem dúvidas, uma estratégia bastante positiva para aumentar a segurança do ambiente e a confiabilidade no negócio perante seu cliente. Confira, a seguir, 5 razões que confirmam isso na prática!

O que é um selo de segurança

Antes de listarmos as razões de se investir em selos de segurança em e-commerces, convém explicarmos o que, de fato, essa tecnologia representa.

Assim, de maneira resumida, podemos entender os selos de segurança como uma representação ilustrativa colocada na página, cuja finalidade é indicar visualmente aos visitantes que aquele ambiente é efetivamente protegido por diferentes mecanismos de segurança e criptografia de dados.

Na prática, os selos de segurança são responsáveis por garantir uma maior credibilidade à loja virtual, pois se sabe que a navegação é totalmente segura e que os dados compartilhados com os seus servidores estarão sempre livres de invasões, fraudes e outros problemas. Desse modo, esse é um fator que impacta diretamente a percepção do usuário quanto à reputação do e-commerce e a sua confiabilidade.

Em geral, os consumidores tendem a fechar negócios mais facilmente em lojas virtuais que dispõem desses mecanismos de proteção. Isso porque, por trás da representação de um selo de segurança, existem diferentes protocolos e procedimentos de verificação que atestam total conformidade da página quando o assunto é segurança.

Uma das representações mais comuns de um selo de segurança é o do Certificado SSL. Páginas que possuem esse recurso apresentam um cadeado verde na barra de endereços, além de possuir uma URL que se inicia com “https”.

Por que investir em selos de segurança em uma loja virtual

Agora que você já sabe o que é um selo de segurança e como ele atua em um e-commerce, podemos listar os motivos que fazem desse recurso uma opção interessante para aumentar a credibilidade e segurança da sua loja. Confira!

1. Mostrar a confiabilidade do site

Como já pontuado, um dos principais motivos de se investir em selos de segurança está relacionado à confiabilidade da página. A representação visual do selo, sem dúvidas, é um elemento de grande importância para ganhar a confiança do consumidor, especialmente quando este está tendo a sua primeira experiência de compra na loja.

Nesse sentido, embora o usuário não conheça a fundo a empresa, poderá ter a certeza de que se trata de um negócio confiável e que não haverá riscos em fornecer seus dados ao efetuar uma compra.

2. Garantir a segurança dos dados dos consumidores

Não basta apenas transparecer segurança ao consumidor, é necessário efetivamente proteger os dados e informações dos clientes da loja. Caso contrário, toda a reputação do negócio pode estar em jogo.

Nesse sentido, os selos de segurança, quando apoiados em protocolos robustos e tecnologias realmente efetivas, são capazes de garantir a total integridade da página e das informações que trafegam por seus servidores. Exemplo disso, é o uso da criptografia de 2048 e 4096 bits, que é a denominação do número de códigos, ou seja, 2048 ou 4096 códigos. — padrão mais atual do mercado.

Vale mencionar o exemplo do Certificado Digital, uma das tecnologias mais utilizadas atualmente na validação de identidade de pessoas e domínios em ambientes online, a qual reduz sensivelmente o risco de fraudes.

O Certificado SSL, por exemplo, contém a chave pública, as informações sobre a empresa para a qual foi emitido, os dados da Autoridade Certificadora e o período de validade, tudo isso para garantir ao usuário que ele navega na página original da loja e não em uma cópia fraudulenta.

Nesse quesito, a Soluti, empresa de tecnologia da informação especializada em Certificação Digital, pode ajudar a sua loja virtual a transparecer ainda mais credibilidade e segurança aos seus clientes por meio de um Certificado SSL robusto.

3. Alinhar o site com os padrões atuais

Hoje, com a popularidade dos meios online para compras e outros serviços, investir na qualificação de e-commerces e sites tornou-se uma necessidade das empresas que querem se destacar.

Desse modo, como a segurança é um fator altamente considerado pelo consumidor na hora da compra, é indispensável que a sua loja virtual siga o fluxo do mercado e invista em recursos de proteção de dados, como é o caso dos selos de segurança.

4. Facilitar as vendas com cartão de crédito

Por se tratar de uma operação sensível e que envolve dados bancários e pessoais do titular do cartão, muitas das operadoras e plataformas de pagamento online exigem a presença de um Certificado Digital e selos de segurança.

Assim, é bem provável que para que uma loja virtual consiga utilizar os métodos de pagamento mais comuns seja necessário investir em segurança, isso por meio dos selos de segurança e Certificação Digital.

5. Fazer da segurança um diferencial competitivo interessante

Atualmente, a maior parte dos e-commerces funcionam com selos de segurança. Afinal, o mercado tem exigido esse tipo de postura por parte das empresas. Assim sendo, hoje, a empresa que deseja atuar de maneira competitiva precisa investir em segurança e na qualificação da sua imagem perante o consumidor.

Prova disso é o próprio mecanismo de rankeamento de páginas nas buscas do Google. O motor de busca prioriza os sites que têm Certificado SSL, posicionando-os melhor em relação àquelas que não têm. Ou seja, o Certificado também é considerado para o SEO. Além disso, desde janeiro de 2017, o Google Chrome aponta os sites inseguros que não possuem Certificado Digital SSL, exibindo a mensagem “não seguro” na barra de endereço, junto a URL, indicando que a troca de informações é vulnerável e está sujeita a fraudes.

Sem dúvida, em se tratando de loja virtual, os selos de segurança cumprem um papel importante no posicionamento da empresa no mercado, independentemente do seu porte ou seguimento. Dessa forma, é possível fazer da segurança uma bandeira da sua loja, o que certamente atrairá a atenção e a confiança do usuário e, como vimos, do motor de busca do Google.

6. Otimizar custos com ações preventivas em detrimento das corretivas

Como se sabe, qualquer tipo de ruptura na segurança da informação pode causar danos bastante graves para o negócio. Quando se lida com informações de terceiros, há uma grande responsabilidade por trás desses registros, evitando que eles caiam em mãos erradas e possam gerar todo tipo de prejuízo aos envolvidos.

Nesse ponto, fica claro que é muito mais barato e produtivo investir em ações preventivas, evitando que rupturas na segurança aconteçam, como é o caso do investimento em selos de segurança, do que gastar para reparar os danos causados a clientes ou para pagar indenizações e multas em razão da negligência com a proteção dos dados do seu negócio.

Os selos de segurança mais comuns em lojas virtuais

Os selos de segurança podem ser de diferentes tipos e funcionar de maneira bastante distintas. Por isso, é comum que as lojas virtuais disponham de mais de um. A seguir, listamos alguns dos principais selos utilizados em e-commerces:

  • selo de empresa verificada — é um selo que atesta a idoneidade da loja virtual em relação a informações da Receita Federal, dados do domínio e em relação à presença de vulnerabilidades;
  • selo site sincero — assegura que as opiniões e informações contidas naquela página são verdadeiras e não apenas inseridas para induzir o consumidor a erro;
  • selo de Certificação E-bit — selo que classifica a reputação da loja virtual;
  • selo de Certificação SSL — garante a autenticidade da página e a integridade das informações trocadas entre o consumidor e o site.

Como obter um selo de segurança?

Como visto, existem diferentes selos de segurança para o uso de e-commerces. Desse modo, o processo de aquisição e instalação do selo pode variar conforme a sua finalidade e instituição responsável pela emissão e autenticação. A entidade emissora estabelece os requisitos para a concessão do selo, indicando quais pontos estão ou não em conformidade.

A exemplo, a loja virtual que deseja ter um selo de segurança SSL precisa buscar uma Autoridade Certificadora de confiança e reconhecida no mercado, como a Soluti — que trabalha com SSL de hierarquia internacional da GlobalSign e também como os de hierarquia ICP-Brasil — e proceder com a aquisição, mediante o cumprimento dos requisitos para a conclusão do processo.

Por fim, os selos de segurança para loja virtual são ferramentas de grande importância no cenário atual. O aumento da demanda nos serviços e compras online tem exigido mais atenção por parte dos consumidores e empresas, dada a grande quantidade de riscos e vulnerabilidades que podem ser exploradas por criminosos.

Assim, como vimos, os selos de segurança ajudam a minimizar esses riscos e garantir ainda mais confiança na relação do cliente com o seu negócio.

Gostou deste artigo? Tem interesse em manter-se informado com esse e outros temas relacionados? Assine nossa newsletter para receber os melhores conteúdos direto na sua caixa de entrada!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *