Afinal, qual a importância da contabilidade para PMEs?

Independentemente do tipo ou do porte do negócio, após a sua formalização, existem diferentes obrigações a serem cumpridas, expedientes técnicos a serem gerenciados e números a serem acompanhados. Tais características são comuns à atuação empresarial moderna, organizada e efetiva. Por isso, a contabilidade para PMEs tem um papel tão importante no alcance de bons resultados.

Nesses negócios, a contabilidade exerce um papel estratégico, auxiliando na leitura dos dados da empresa, organizando as finanças e reforçando a sua atuação em um contexto em que o orçamento costuma ser mais restrito, as equipes mais reduzidas e a margem para erros extremamente apertada.

No entanto, como veremos adiante, a relevância da contabilidade para PMEs não se resume a essas vantagens. Existem diversos outros pontos positivos trazidos pelos expedientes contábeis e que tornam a jornada de uma pequena empresa mais sólida e produtiva. Acompanhe!

A evolução da contabilidade

Durante muito tempo, a contabilidade foi vista como um setor ligado à burocracia e ao cumprimento de obrigações e de tarefas essencialmente operacionais. Ou seja, os profissionais ligados a essa área pouco interferiam nos rumos de uma empresa, pois atuavam de forma restrita, em tarefas repetitivas, técnicas e altamente burocráticas.

Contudo, com o passar dos anos e com o afunilamento do mercado empresarial, principalmente em razão da competitividade, a contabilidade passou a ser vista como uma área estratégica para os negócios. Percebeu-se, então, que as habilidades técnicas de contadores, por exemplo, poderiam ser úteis na condução de uma empresa, fornecendo dados importantes sobre performance financeira, em conformidade com as leis e outros atributos importantes para a tomada de decisão.

Além disso, a contabilidade também ganhou importância à medida que os expedientes impostos pela legislação foram ficando mais complexos, exigindo um conhecimento mais acurado por parte de líderes e gestores. Hoje, a participação dos profissionais da contabilidade é praticamente indispensável na administração saudável de uma empresa, independentemente se de pequeno ou grande porte.

A competitividade do mercado exige gestão precisa e um orçamento controlado e organizado, assim como o atendimento às diferentes normas que recaem sobre as atividades empresariais, desde o momento em que o negócio é constituído.

O papel da contabilidade para PMEs

As pequenas e médias empresas apresentam características que as diferenciam das demais. Inicialmente, é preciso considerar que esse formato de negócio tem uma estrutura mais simples, com poucos funcionários e, na maioria dos casos, um orçamento mais enxuto.

Assim, é nítido que conduzir esse tipo de empresa é um grande desafio. Com recursos limitados, é necessário ser ainda mais estratégico, aproveitando com eficiência o orçamento para suportar as atividades e ainda crescer de forma saudável.

No entanto, um grande entrave encontrado por empresários e empreendedores é justamente organizar as finanças da empresa e atender à complexa legislação que regula o setor. A exemplo, tem-se uma enorme dificuldade de se realizar a gestão tributária, especialmente em razão da vastidão da legislação e da sua dinâmica intensa. É aí que a contabilidade especializada se mostra tão relevante, sobretudo para as PMEs.

O conhecimento técnico de profissionais especializados é a chave para a condução estratégica do negócio. Com expertise, fazer o correto enquadramento tributário da empresa e cumprir com todas as obrigações se torna muito mais simples. Além do mais, o apoio da contabilidade é crucial para gestão financeira, acompanhando indicadores, movimentações e outros dados.

A partir de demonstrativos, planilhas e outros expedientes típicos da contabilidade — como Balanço Patrimonial, DRE e Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados —, gestores e líderes têm um suporte informativo muito mais rígido e confiável para entender a real situação do negócio, evitando decisões equivocadas, assunção de riscos de forma deliberada e o endividamento.

O reforço estratégico trazido pela contabilidade consultiva

Atualmente, a contabilidade já está inserida na realidade dos negócios — de pequenas empresas a grandes organizações. No entanto, o setor não para de evoluir. A exemplo, hoje já se fala bastante em contabilidade consultiva, que diz respeito a uma modalidade de atuação mais ativa por parte dos profissionais do setor contábil.

Com a contabilidade consultiva, contadores se tornam verdadeiros parceiros das empresas, saindo da tradicional postura de cumpridor de obrigações e pagador de tributos, para se tornar um “mentor”. Com técnica e dados estatísticos, profissionais fornecem insights para gestores e líderes, ajudando diretamente na tomada de decisão.

A leitura de dados ajuda na compreensão do mercado, assim como da performance da empresa. Em um cenário de alta competitividade, tais fatores são fundamentais para se evitar desperdícios de recursos com pagamentos indevidos de tributos, multas e erros na gestão financeira.

A contabilidade como vetor de otimização na gestão de PMEs

Em grande parte das PMEs, o que se percebe é que o empresário assume a responsabilidade pela maioria dos processos ligados à condução da empresa. São tarefas operacionais, administrativas e gerenciais, entre as quais a contabilidade se insere. Contudo, nem sempre o indivíduo tem as competências necessárias para executar essas atividades com eficiência, o que acaba abrindo margem para erros.

Além disso, é importante considerar que pequenas empresas podem não dispor de recursos suficientes para arcar com setores de contabilidade dedicados. Assim, alternativas como a terceirização contábil acabam se tornando mais interessantes que assumir esse importante braço dos negócios sem o devido conhecimento.

Com o outsourcing, a PME consegue o apoio especializado de que precisa para conduzir suas atividades, isso com um custo reduzido, de acordo com as necessidades. Na prática, há um grande incremento operacional e estratégico, já que profissionais experientes passam a dar suporte ao empresário com o objetivo de fortalecer sua atuação no mercado a partir de ações como:

  • planejamento estratégico;
  • plano de negócios;
  • definição de metas e objetivos;
  • redução de custos;
  • gestão financeira;
  • inovação;
  • análise de mercado;
  • adequação tributária;
  • elisão fiscal;
  • compliance.

Por fim, a contabilidade para PMEs é, sem dúvida, um vetor para mudanças estruturais positivas para esse tipo de empresa. Além de profissionalizar a gestão financeira do negócio, o apoio dessa área traz um reforço ao permitir o acompanhamento da legislação tributária, fiscal e trabalhista de forma muito mais precisa, eliminando riscos e desperdícios.

No mais, a contabilidade consultiva, como citado, garante um apoio estratégico importante na tomada de decisão, orientando gestores e líderes de forma mais próxima. Todos esses são fatores determinantes para o crescimento da empresa e provam a importância da contabilidade para PMEs.

Então, gostou do artigo? Quer otimizar a contabilidade da sua empresa com o apoio da tecnologia? A Soluti tem as melhores soluções em Certificação Digital para o seu negócio. Entre em contato conosco e saiba mais!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *