Veja as principais obrigações contábeis para 2021 e não perca prazos!

- Tempo de leitura: 8 minutos.

Já se atualizou sobre as obrigações contábeis para 2021? Com o ano começando, esse é o momento perfeito para estudar sobre o assunto e garantir que seus clientes fiquem em dia com o Fisco.

Como contador, você sabe o quanto o planejamento é importante para uma empresa. Com tantos tributos e obrigações acessórias a cumprir, é fundamental ser organizado e precavido. Afinal, perder prazos pode custar caro!

Para ajudar você, preparamos uma lista com as principais responsabilidades de um negócio na área de contabilidade. Confira!

A importância de organizar as obrigações contábeis do ano

Todo ano, as empresas precisam fazer um balanço de suas finanças e planejar os ajustes necessários para o próximo período. Essa é uma prática que traz segurança e tranquilidade para manter o negócio nos trilhos.

Mas por que isso é tão importante? Quem atua na área de contabilidade sabe que a carga tributária brasileira é uma das mais complexas e altas do mundo. Exatamente por isso, é fundamental investir em uma boa gestão contábil.

Erros de cálculos, atrasos, esquecimentos e até o desconhecimento de obrigações são problemas graves e geram transtornos. Entre eles, multas, encargos e suspensão do alvará de funcionamento.

Por tudo isso, estar atento às obrigações fiscais do ano é uma forma de se manter atualizado — o que é imprescindível para um contador de sucesso. Além disso, é a forma mais adequada de o setor financeiro se organizar para um novo exercício fiscal.

As principais obrigações contábeis de 2021

Agora que você já entendeu a importância de cuidar muito bem da sua agenda contábil e garantir um bom controle fiscal e tributário, preparamos uma lista com as principais obrigações das empresas para o ano de 2021.

Lembrando que existem outras responsabilidades, sendo papel do contador se manter sempre bem informado. Os prazos já estão correndo, por isso, anote bem essas datas!

IRPJ

O IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica) é calculado sobre o faturamento da empresa, sendo uma alíquota de 15% para empresas do Lucro Real e Presumido, por exemplo. Ele deve ser pago até o último dia útil de cada mês.

DIRF

Para 2021, a Receita Federal já publicou as regras referentes ao ano-calendário de 2020. As empresas terão até o dia 26 de fevereiro para entregar a DIRF (Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte), além dos os Informes de Rendimento e a e-Financeira.

DAS

O DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) tem por finalidade reunir e facilitar o envio dos impostos devidos por empresas que optam pelo Simples Nacional. Ele deve ser enviado até o dia 20 de janeiro.

IPI

O IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) é um tributo federal de responsabilidade das empresas. O contribuinte tem até o dia 25 de cada mês para fazer o recolhimento relacionado ao mês anterior. Caso a data não seja um dia útil, o prazo é antecipado para o primeiro dia útil anterior.

PIS e Cofins

O PIS (Programa de Integração Social) e a Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) são tributos calculados de acordo com a receita da empresa. O prazo para o pagamento dessas obrigações é o dia 25 do mês posterior ao fato gerador. A exceção é para as entidades financeiras e equiparadas, que devem fazer o recolhimento até o dia 20.

INSS

Todas as empresas devem recolher os valores devidos ao INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social) até o dia 20 do mês seguinte. Essa data é antecipada para o primeiro dia útil anterior, caso caia em um feriado.

Lembrando que os contribuintes pessoa física têm um prazo diferente, devendo fazer o recolhimento até o dia 15 do mês posterior.

CSLL

A CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) é mais uma obrigação contábil das empresas. Nesse caso, o prazo para recolhimento dos valores se encerra no último dia útil de cada mês.

Criação de um calendário para não perder os prazos

Sempre que falamos em gestão tributária, estamos lidando com o controle dos pagamentos de impostos e taxas por parte de uma empresa. O contador é o profissional mais capacitado para essa função, mas a tarefa nem sempre é fácil.

Em geral, é preciso fazer um planejamento, analisar dados, verificar notas e controlar o recolhimento de todas as contribuições — e você sabe que não são poucas, não é mesmo?

Mesmo com todas as dificuldades, o pagamento dos tributos dentro dos prazos indicados na legislação brasileira é fundamental para a regularidade empresarial. Sendo assim, como evitar esquecimentos e atrasos? A reposta pode estar na criação de um calendário de obrigações.

Para isso, você pode seguir duas estratégias:

  • uma mais tecnológica, por meio de automação contábil e apoio de softwares e aplicativos;
  • outra mais tradicional, com o uso de calendários e agendas impressas.

O mais interessante é aproveitar todo o potencial das ferramentas tecnológicas à sua disposição. Que tal criar alarmes e lembretes para datas específicas em sua agenda eletrônica? Assim, você jamais se esquecerá de realizar os pagamentos.

O Certificado Digital pode ser mais um aliado

Já que estamos falando de tecnologia, vale a pena ressaltar que o uso do Certificado Digital pode simplificar bastante a gestão tributária das empresas — e a vida dos contadores! Além de otimizar os processos fiscais e eliminar a necessidade de emissão das notas fiscais de papel, ele traz mais proteção às suas transações eletrônicas.

Na prática, os procedimentos se tornam mais simples, rápidos e menos burocráticos. Sem se esquecer, é claro, de que o Certificado Digital reduz erros, fraudes e a própria sonegação fiscal. Contar com o auxílio desse recurso é, de fato, um grande diferencial. Pense nisso!

Como vimos ao longo do post, os contadores precisam se dedicar bastante ao planejamento e controle tributário das empresas em que atuam. Isso é fundamental para o sucesso de todo negócio e demonstra o importante papel desse profissional.

Organizar as obrigações contábeis nem sempre é fácil, especialmente, diante de tantos desafios. Em 2021, além das dificuldades tradicionais, há ainda os problemas financeiros gerados pela crise. Por isso, quanto mais cedo você se preparar e buscar informações, mais fácil será a missão.

Este artigo foi útil para você? Aproveite a oportunidade e assine a nossa newsletter! Dessa forma, você fica sempre por dentro das novidades e tendências do universo da contabilidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *