Veja essas 6 dicas para fazer uma boa gestão comercial

- Tempo de leitura: 8 minutos.

Sem tempo para ler? Escute a versão narrada deste artigo clicando no player abaixo:

Colocar um negócio para operar de maneira otimizada não é tarefa simples. Em meio à grande quantidade de responsabilidades e processos indispensáveis à manutenção da rotina de uma empresa, existe também a parte burocrática — que envolve finanças, controle fiscal, recursos humanos etc. — a qual requer do empresário uma postura multitarefas, capaz de abarcar tudo aquilo que faz parte da gestão comercial.

No entanto, nem sempre é possível contar com grandes equipes para auxiliar nessa gestão. Em muitos casos, o dono da empresa é quem concentra essas funções, o que demanda um trabalho cuidadoso, para que seja possível assumir essas responsabilidades sem comprometer os resultados.

Para ajudar você a desenvolver uma gestão comercial eficiente, preparamos este artigo com 6 dicas que podem facilitar esse importante trabalho dentro do seu negócio. Acompanhe!

1. Seja um profundo conhecedor da sua empresa

Quando o assunto é gestão comercial, talvez o princípio mais básico para que ela seja bem realizada é conhecer a fundo o seu próprio negócio. Ter domínio sobre o produto ou serviço disponibilizado, conhecer o público-alvo da empresa e entender o funcionamento do mercado de atuação são ações essenciais para uma boa gestão empresarial.

Com essas informações, tudo se torna mais simples e objetivo. A definição de metas, métricas e indicadores de desempenho, por exemplo, ocorre de forma mais precisa, pois já se tem noção de como a empresa funciona, quais são os seus pontos fortes e as suas fragilidades e, principalmente, onde se pretende chegar.

2. Trabalhe com metas bem definidas

Alcançar uma gestão comercial otimizada em grande medida tem relação com a eficiência com que as atividades são desenvolvidas. Como nem sempre é possível contar com profissionais especializados em cada setor, é preciso saber gerenciar equipes mais enxutas, de modo a atingir bons resultados.

Para isso, a definição de metas é um processo elementar. Equipes menores tem uma margem de tempo reduzida, assim como uma margem de erro ainda menor. Assim, é necessário saber exatamente o que se deve fazer e até quando. É justamente nesse ponto que as metas são tão importantes.

Como líder e tomador de decisão, é preciso ser claro e objetivo na definição das metas. De preferência, utilize números, pois são mais diretos e compreensíveis e prazos bem definidos. Além disso, é fundamental que você conheça os limites físicos da equipe e os limites instrumentais da empresa, para que metas excessivamente desafiadoras não sejam fixadas.

3. Utilize as ferramentas certas

Gerir diferentes processos sozinho não é algo tão simples. Por isso, é preciso recorrer a ferramentas para auxiliar nas atividades e tornar a gestão comercial mais produtiva. No entanto, é imprescindível que você saiba quais são as ferramentas ideias para as necessidades do seu negócio.

Em geral, a tecnologia oferece uma série de recursos de automação, os quais encurtam o tempo de execução de tarefas, automatizam certos processos e reduzem custos em diferentes áreas. A exemplo, hoje muito se fala em softwares ERP e CRM — recursos tecnológicos baseados no aproveitamento inteligente de dados da empresa, aplicáveis em negócios de todos os portes.

4. Trabalhe com métricas

Na era da informação, não dá mais para perder tempo com análises tradicionais, baseadas em planilhas e estatísticas complexas. Na realidade, hoje o padrão é a utilização de métricas simples, porém efetivas naquilo que se propõem a demonstrar.

Existem inúmeras métricas que podem ser aplicadas em uma empresa. Indicadores de vendas, desempenho de equipes, retorno sobre investimentos, ticket médio e taxa de conversão são algumas delas. Todos esses indicadores oferecem uma noção mais direta e simples quanto aos resultados práticos das atividades do negócio.

A partir deles, gestores e líderes têm mais visibilidade sobre as operações, baseando-se em dados concretos e números na hora de tomar decisões importantes para manter ou colocar o negócio no caminho certo.

5. Seja um líder e não um simples chefe

Para alcançar bons resultados na gestão comercial da sua empresa, sobretudo quando se tem uma equipe reduzida, é necessário ser um verdadeiro líder. Nesse ponto, é preciso romper com a velha figura do chefe, que apenas dá ordens e fiscaliza o trabalho. Na prática, se você deseja alcançar o sucesso, precisa engajar a sua equipe, auxiliá-la no que for preciso e estabelecer uma comunicação amigável com cada membro.

Como dito, a gestão comercial passa por diferentes atividades. Por esse motivo, é fundamental que você esteja próximo de todas elas. Quando não estiver executando-as diretamente, é preciso que esteja orientando ou ajudando seus funcionários naquilo que for necessário. Um bom líder não está necessariamente à frente da sua equipe, e sim ao lado.

6. Qualifique o ambiente de trabalho da empresa

Oferecer um ambiente de trabalho rico e motivador para a equipe pode impactar diretamente nos resultados da gestão comercial desenvolvida. Independentemente das necessidades do negócio, quando os profissionais envolvidos nos processos estão engajados com os objetivos e se sentem bem em suas funções, a lógica é que a produtividade e a qualidade das entregas sejam muito melhores.

Pessoas satisfeitas com o ambiente de trabalho e com a maneira como são tratadas dentro da empresa certamente apresentam um desempenho mais elevado. Por isso, é dever do empresário investir em medidas que qualifiquem o ambiente interno da empresa, oferecendo melhores condições emocionais e materiais para o desempenho das atividades.

Nesse ponto, por exemplo, podemos citar a importância de se investir na automatização de processos, substituindo tarefas lentas, burocráticas e repetitivas por alternativas informatizadas. No mesmo sentido, é essencial melhorar a qualidade da comunicação interna, promovendo um espirito de colaboração entre os funcionários. Agindo assim, ainda que se tenha uma equipe mais enxuta, os resultados poderão ser igualmente positivos aos de equipes maiores.

Como vimos, desenvolver uma boa gestão comercial dentro de uma empresa não é nenhum esforço impossível. Na realidade, só depende da adoção das estratégias certas. Investir na qualificação do ambiente e trabalhar com base em processos otimizados, como os que listamos, certamente facilitarão essa jornada.

Gostou deste artigo? Tem interesse em aprender sobre o papel da tecnologia na experiência do cliente? Aproveite a visita ao nosso blog e leia também o material que preparamos sobre esse assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *